Funai não sabe o que fazer com as Terras Indígenas já demarcadas

A implementação da política de gestão territorial e ambiental em terras indígenas já demarcadas é o grande desafio da Funai este ano, disse à Agência Brasil a assessora para Assuntos Internacionais do órgão, a advogada Cristina Timponi Cambiaghi. “O grande desafio que a gente tem já não é mais a demarcação de terras”, disse a advogada da Funai. Cristina admitiu que ainda existem hoje alguns remanescentes de terras para serem demarcadas e regularizadas. Mas sustentou, que o desafio atual é “gerir essas terras.”

Segundo ela, isso significa dar aos índios condições para que eles possam tirar a sua subsistência da terra e vivam de acordo com o seu modo de vida tradicional. “Eu apontaria essa política como a grande prioridade hoje da Funai”. O processo de implementação da política já foi iniciado com alguns projetos pilotos. Mas não há indicação de quando o processo será concluído.

A assessora avaliou que, apesar de todos os problemas referentes à questão indígena, o Brasil é visto, internacionalmente, como referência no que diz respeito à política de proteção e promoção dos direitos dos povos indígenas. “Basta dizer que, hoje, a gente tem um território em que 13% são formados por terras indígenas”.

Um comentário:

  1. A FUNAI não quer terra indígena, quer encontrar uma razão de existir, além de manter e ampliar os empregos para os amigos.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...