Governador do Mato Grosso do Sul passa pito em índios e manda liberar rodovia em Dourados

Integração cultural: Índio Gurani usando cocar Siux
O Governador André Puccinelli se reuniu hoje com lideranças indígenas das aldeias Bororó e Jaguapiru e com representantes da Funai. Os índios bloqueiam o trânsito de veículos entre a Avenida Guaicurus e a Rodovia MS-156 desde domingo, 20 de julho, em protesto pelos acidentes e mortes na via, próximo a aldeia. Segundo relato de alguns dos presentes na reunião, Puccinelli deu um puxão de orelha dos índios. O Governador reclamou de não ter sido avisado do problema e determinou providências.

Índios invadem mais uma área e criam a sexta aldeia urbana em Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Lixão do Jardim Noroeste, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Índios de várias etnias miscigenadas invadiram, ontem (22), mais uma área na zona urbana de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. É a sexta aldeia urbana da cidade. Depois da invasão do terreno, cerca de 20 família indígenas armaram acampamento para pressionar o município a construir novas aldeias urbanas na Capital.

Bispo da Igreja Católica acusa o povo brasileiro de ser “anti-indígena”

Catolicismo militante: Bispo Dom Erwin Kraütler, é presidente do Cimi
Para o bispo da Igreja Católica Dom Erwin Kraütler, a atual sociedade brasileira é “anti-indígena”. Na semana passada o bispo participou da apresentação do relatório elaborado pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi) sobre violência contra os povos indígenas no Brasil. Kraütler é presidente do Cimi.

Incêndios em Marãiwatsédé (Suiá-Missu) estão fora de controle

O sistema de monitoramento de queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) continua relatando focos de calor no entorno da aldeia Xavante de Marãiwatsédé. Como no ano passado, a situação parece estar novamente fora de controle. O sistema já detectou quase 720 focos de calor, 10 vezes mais do que o número detectado no mesmo período do ano passado quando a área foi quase completamente calcinada.

Índios do São Francisco querem isenção de outorga

Representantes de comunidades indígenas localizadas na bacia do Rio São Francisco reuniram-se na Aldeia Mãe Pataxó Barra Velha, a cerca de 200 km de Porto Seguro, litoral sul da Bahia.

Depois de transmitr gripe a índios isolados no Acre Funai e Ministério da Saúde pactuam ações para a proteção de índios

A reunião entre a Funai e o Ministério da Saúde ocorreu na última sexta-feira (18) no Ministério da Saúde, entre o ministro da saúde, Arthur Chioro, e a presidente interina da Fundação, Guta Assirati. Participaram também do encontro o sertanista José Carlos Meirelles e o coordenador geral de índios isolados e recém contatos da Funai, Carlos Travassos.

Revista Science alerta para risco de epidemia de gripe entre índios isolados na Amazônia

Leia abaixo matéria publicada ontem no site da revista Science, uma das mais conceituadas revistas científicas do mundo, sobre o recente contato da Funai com índios isolados no Acre. Em tradução livre, o texto da jornalista Heather Pringle alerta para o risco de uma epidemia entre os índios isolados diante da falta de capacidade da Funai de gerenciar a situação.

Tribo isolada é infectada com vírus da gripe

Na semana passada, o departamento brasileiro para assuntos indígenas (Funai) anunciou publicamente um evento que muitos antropólogos e pesquisadores médicos temiam. No remoto estado do Acre, alguns membros de uma tribo amazônica anteriormente isolada contraiu gripe depois de fazer contato com o mundo exterior. Alguns pesquisadores temem que os indivíduos contatados, que falam uma língua Pano, espalhem o vírus potencialmente fatal para os outros membros da sua tribo não imunizados.

Funai entra na justiça para evitar perícia judicial em demarcação no Rio Grande do Sul

Advogados da Funai entraram com um recurso para evitar a realização de uma perícia judicial sobre o processo de demarcação da Terra Indígena de Passo Grande do Forquilha, nos municípios gaúchos de Sananduva e Cacique Doble. Produtores rurais afetados pela demarcação pediram prova pericial sobre o laudo antropológico da Funai, mas a Fundação alega que, uma vez demarcada a área, não cabe à justiça analisar com detalhes o processo de demarcação.

Funai entra na justiça para NÃO cuidar de índios no Mato Grosso do Sul

A Funai entrou com um recurso na justiça federal para interromper a prestação de serviços de saúde e proteção social a trabalhadores indígenas do distrito Debrasa, em Brasilândia, no Mato Grosso do Sul. O atendimento à comunidade com quase 1500 índios está sendo realizado contra a vontade da Fundação por força de decisão judicial. O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) negou o recursos.

Ministro da Justiça pode ser convocado novamente ao Senado para explicar confltos indígenas

Os senadores da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária decidiram que se o Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, não apresentar até a próxima reunião do colegiado resposta a requerimento de informações sobre as providências tomadas para solucionar a questão da Gleba Buriti, em Mato Grosso do Sul, ele poderá ser convidado a dar explicações pessoalmente.

URGENTE: Marãiwatsédé (Suiá-Missu) está em chamas

Imagem do satélite LandSat-8, da Agência Espacial Norte Americana, mostra diversos focos de incêndio no entorno da aldeia Xavante de Marãiwatsédé, no nordeste do Mato Grosso. A imagem foi capturada por volta das 13:30 horas de hoje (21), no horário de Brasília. Até o momento, o sistema de monitoramento de queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostra 615 focos de calor no interior da Terra Indígena. O número é quase 10 vezes superior ao registrado no mesmo período do ano passado quando quase 80% da área foi calcinada por incêndios.

URGENTE: "Viemos do Paraguai": Ìndio Guarani denuncia esquema da Funai para criar Terra Indígena em Santa Catarina


Milton Moreira é índio guarani, filho de paraguaio e um dos primeiros a se instalar na região que fica às margens da BR-101. Aos 57 anos, afastado da aldeia e sobrevivendo de doações, Moreira afirma: "A Funai trouxe esses índios por causa da BR 101. Ela pagou um ônibus para esse índios, botaram dentro do ônibus e jogaram no Morro dos Cavalos".

Indigenismo e o discurso que não para em pé

Enquanto o governo de Santa Catarina aponta falhas no processo de demarcação e pede para os estudos sejam anulados e refeitos, a Procuradora do Ministério Público Federal, Analúcia Hartmann assume a causa da terra indígena tradicional. Segundo ela os índios do sul do país não viverão mais caçando e pescando como os índios do Xingu, mas viverão nas áreas demarcadas enquanto fazem "trabalho avulso". A pergunta que fica é: É necessários grandes terras indígenas demarcadas aos moldes de Constituição Federal de 1988 para isso?

#Eleições2014: Saiba como pensam os candidatos ao Governo de Roraima sobre a Questão Indígena

Chico Rodrigues, Angela Portela e Neudo Campos
Em uma eleição ainda pautada pela demarcação e expulsão dos agricultores Terra Indígena Raposa Serra do Sol, concluída em 2009, os três principais candidatos ao governo de Roraima apresentam projetos diferentes para o desenvolvimento das terras indígenas, principalmente sobre a possibilidade de mineração nas áreas demarcadas. Atualmente a Constituição Federal não proíbe a mineração, mas não há regulamentação sobre como ela deve ser feita, o que equivale, na prática, a uma proibição. Enquanto o atual governador Chico Rodrigues (PSB) e o ex-governador Neudo Campos (PP) defendem a exploração dos recursos minerais com pagamento de royalties para os índios, a senadora Ângela Portela (PT) se diz contrária.

Delegado abre fogo contra indígenas invasores de terra em Manaus

Delegado da polícia civil da Manaus abre fogo contra um grupo de invasores de um terreno privado na cidade. É a segunda vez que o terreno é invadido por pessoas usando cocares este ano.

#Eleições e a Questão Indígena: Eduardo Campos diz que garantirá demarcações de Terras Indígenas

O candidato à Presidência da República pelo PSB, Eduardo Campos, disse em entrevista ao Canal Rural que garantirá os processos de demarcação e homologação de Terras Indígenas. "A Constituição brasileira já diz claramente qual é o devido procedimento legal para demarcação de Terras Indígenas e nós precisamos fazer isso", disse Campos que tem como candidata a vice a ambientalista e indigenista Marina Silva. "A paz no campo é cumprir a lei", disse o candidato.

Índios invadem terreno urbano em Campo Grande e exigem criação de aldeia no local

Cerca de 64 família de índios armaram acampamento em um terreno urbano na Vila Santa Mônica, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Os índios querem que a prefeitura crie a 5ª aldeia urbana da cidade. O indígenas, que repetem a estratégia do MST (Movimento dos Sem Terra), mas dentro da cidade, vieram das cidade vizinhas de Aquidauana, Miranda e Dois Irmãos do Buriti.

Conselho Indígena de Roraima desmente relatório do Cimi

"O consumo de álcool e drogas está crescendo entre índios das comunidades do estado". A afirmação é do coordenador do Conselho Indígena de Roraima (CIR), Ivaldo André. Segundo ele, o problema atinge diversas etnias, tem incidência entre jovens e resulta em violência. Para o antropólogo Luis Ventura, a disseminação no uso das substâncias desestrutura as comunidades e pode ter relação com descaso do governo e contato excessivo entre índios e não-índios. Todos os índios de Roraima já têm terras demarcadas.

Eu sei o que os indigenistas de Gilberto Carvalho fizeram nos verões passados

Matéria da Rádio Nacional publicada em janeiro de 2013: Sem infraestrutura para receber a população não-indígena que deixou a área demarcada para a terra indígena Maraiwatsédé, Bom Jesus do Araguaia pede auxílio do governo federal.

Incêndios em Marãiwatsédé (Suiá-Missu) são criminosos

Bastou o #QuestãoIndígena mostrar que a área da antiga Fazenda Suiá-Missu, demarcada pela Funai como Terra Indígena Marãiwatsédé, está novamente em chamas que os indigenistas correram para acusar os não índios pelos incêndios. Ontem, logo após nossa postagens, a Articulação Xingu Araguaia (AXA), um agrupamento de ONGs que atua na região, publicou uma matéria segundo a qual os índios Xavantes denunciam incêndios criminosos na TI Marãiwatsédé. No fundo não importa quem está ateando fogo em Marãiwatsédé. Sejam índios, ou não índios, os incêndios são criminosos.

New kids on the block: Funai divulga foto oficial de índios "isolados"

Funai divulgou fotos oficiais de três dos integrantes do grupo de índios isolados que estabeleceram contato no último dia 26 de junho. De acordo com a Fundação os indígenas já retornaram as suas brenhas depois de receberem o vírus da gripe transmitido pelos indigenistas. O índios, que continuam estrategicamente sendo chamado pela Funai de "isolado" apesar do contato, anda nu e pertence ao grupo pano.

Justiça Federal interpela Ministério Público sobre atuação extrajudicial em processo de demarcação no Rio Grande do Sul

O Procurador do Estado do Rio Grande do Sul, Rodinei Candeia, informa em sua página que a Justiça Federal determinou ao Ministério Público Federal que informe acerca de medidas extrajudiciais que vem tomando admoestar produtores rurais cujas áreas estão sendo pretendidas pela Funai e pelo próprio MPF para demarcação de Terras Indígenas no estado.

Funai assume que Dilma mandou parar demarcações de Terras Indígenas

Ano passado, ao visitar o oeste do Paraná acompanhada da ex ministra da Casa da Civil, a paranaense Gleisi Hoffmann e da então Presidente da CNA, Senadora Katia Abreu, a Presidente Dilma Rousseff tomou uma pressão gigantesca dos produtores rurais da região acossados por tentativas de demarcação de terras indígena da Funai. Dilma mandou Gleisi tomar providências e Gleisi mandou a Embrapa verificar se havia índios no Paraná. A Embrapa produziu um relatório informando que as ocupações indígenas na região eram recentes e a Ministra da Casa Civil mandou parar todas as demarcações em curso no país até que um novo procedimento fosse construído. Ocorre que a Constituição obriga o Governo a demarcar e uma ordem dessa natureza constitui crime de prevaricação.

Nova demarcação em Roraima: Funai nega, mas nova Terra Indígena já consta nos mapas da Fundação

Deputados estaduais de Roraima protestam há dias na tribuna da Assembleia Legislativa por causa de rumores sobre uma nova demarcação de Terra Indígena em Roraima. Eles teriam recebido a informação de moradores do município de São João da Baliza, na região Sul de Roraima.

Suiá-Missú morre pela segunda vez: Um Tributo ao jornalista Kalixto Guimarães

Suiá-Missú morre pela segunda vez. Agora, porque o coração de Kalixto Guimarães não bate mais. Antes, por conta da corrente antinacionalista que expulsou milhares de brasileiros daquela área, que em sua região, no Araguaia, é mais conhecida como Fazenda do Papa.

Sem fim: Ministério Público recomenda que Funai amplie Terra Indígena já demarcada na Paraíba

O Ministério Público Federal recomendou à Funai que amplie a Terra Indígena Potiguara da Baía da Traição, na Paraíba. A Funai deve constituir Grupo de Trabalho (GT) para atender reivindicação de indígenas potiguara que querem reestudo dos limites da Terra Indígena no sentido de incluir a aldeia Taepe, situada no município de Rio Tinto. Os potiguara já dispões de três terras indígenas contíguas já demarcadas na região (Veja mapa).

Marãiwatsédé (Suiá-Missu) em chamas novamente

Acabamos de receber a informação de que a área da antiga Fazenda Suiá-Missu está em chamas novamente. Até a tarde de ontem satélites do Sistema Nacional de Monitoramento de Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) já haviam capturado 424 focos de incêndio na área. O número é 17 vezes superior ao detectado no mesmo período do ano passado quando a área, sob responsabilidade da Funai e dos índios xavante, teve quase 70% do seu território calcinado.